Ir para o conteúdo.Ir para a navegação

Navigation
  • 2010
  • Câmara aprova proibição do uso de celular em bancos

Câmara aprova proibição do uso de celular em bancos

Projeto segue para sanção do prefeito Hélio de Oliveira Santos
Câmara aprova proibição do uso de celular em bancos

Yabiku (ao centro) discute projeto

A Câmara aprovou, em segunda discussão, na noite desta segunda-feira (22/11), projeto de lei que proíbe o uso de telefones celular em agências bancárias da cidade. De autoria do vereador Luis Yabiku (PDT), a proposta quer inibir os assaltos a clientes nas chamadas “saidinhas de banco”. O projeto segue agora para a sanção do prefeito Hélio de Oliveira Santos.
Em geral, os bandidos observam a movimentação do local e informa um comparsa que está na rua, por meio de um telefone celular, quem são os clientes que deixam a agência bancária com dinheiro. Na calçada, ou nas imediações do banco, a vítima é identificada e atacada.
“É uma providência simples. A ideia é colocar uma placa dizendo sobre a proibição do uso do celular dentro. Em caso de emergência, se precisar usar o telefone, o cliente deve ir até a mesa do gerente e pedir para usar o aparelho. Infelizmente temos que adotar essas medidas drásticas, não temos outra alternativa”, explicou o vereador.
 Ainda segundo o parlamentar, os recursos que os bancos possuem, desde câmeras até seguranças, não conseguem resolver o problema. De acordo com o projeto, quem não obedecer à lei estará sujeito a apreensão do equipamento, que será confiscado pelo responsável pelo banco e devolvido somente na saída do local. Em caso de insistência, o estabelecimento financeiro poderá solicitar apoio policial.
O vereador diz que o projeto surge como uma necessidade para discutir o assunto e se encontrar uma alternativa. “É a forma que eu encontrei de trazer esse assunto a discussão. Eu acho que os departamentos policiais e a população têm que chegar a esse debate e cabe a nós (vereadores) trazer essa questão para a Câmara Municipal, e ajudar a encontrar uma alternativa para o problema”, defende.
Yabiku também alerta que esse tipo de crime tende a aumentar no período em que se aproximam as festas de final de ano, e que é importante a população ficar atenta. O vereador é autor de outros projeto relacionados ao funcionamento dos bancos como o que determina o tempo de espera nas filas das agências e a instalação de guarda-volumes.

Texto e foto: Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de Campinas

Publicada em 22/11/2010 20h55