Ir para o conteúdo.Ir para a navegação

Navigation
  • 2010
  • Fórum Ambiental Regional vai discutir aterro e usinas

Fórum Ambiental Regional vai discutir aterro e usinas

Fórum Ambiental Regional vai discutir aterro e usinas

Especialistas durante Fórum Ambiental

O Fórum Ambiental Regional continua nesta semana na Câmara de Vereadores com três grandes assuntos.  Um deles vai tratar da destinação de resíduos sólidos e o problema do Aterro Sanitário Delta, em Campinas. Outro assunto a ser abordado será a construção de usinas hidrelétricas na Amazônia e o processo da Belo Monte. Por fim, o jornalista e ecologista Washington Novaes vai falar sobre o meio ambiente e as causas indígenas. 

Durante a abertura do evento na última terça-feira, o professor Hilton Silveira da Costa, diretor do Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura (Cepagri), da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) falou sobre o aquecimento global e suas consequências no Brasil. De acordo com o pesquisador é preciso ações governamentais urgentes para que o Brasil saia do 5º lugar do ranking mundial de países que colaboram com o efeito estufa. “É preciso que a Amazônia deixe de ser devastada e que o governo implemente mais ações para incentivar a produção de biocombustível, com isso iremos para o 18º lugar”, defende.

O pesquisador apresentou dados que demonstram o aquecimento de 1,5 a 2 graus nos últimos cem anos no Brasil e apontou a tendência de terras áridas, principalmente no Nordeste. “Se nada for feito teremos mais chuvas nos Sul e Sudeste, provocando alagamentos e catástrofes, como em Santa Catarina e áreas desérticas no Ceará, por exemplo”, explica. De acordo com os estudos, até o ano de 2040, o país poderá ter temperaturas altíssimas com o aumento de 4°.

O professor salienta que é importante a modernização da agricultura com menor áreas de pastagens, reflorestamento e incentivo à pesquisa. “Hoje a verba para a pesquisa vem de instituições estrangeiras, no Brasil não há uma política de incentivo à produção científica. O governo não abriu os olhos para o problema do aquecimento global e não percebe que teremos consequências que não poderão ser remediadas no futuro”, afirma.

O geógrafo, Daniel Henrique Cândido, do Instituto de Pesquisas Tecnológicas falou da pecuária e sua influência na produção de metano, um gás estufa que contribui para o aquecimento global. “Não só o aumento do número de gado nas pastagens, mas todo o contexto, incluindo os cupinzeiros que se formam no pasto, principalmente no capim conhecido como 'braqueária' contribui para a emissão desses gases”, comenta.




rafaVeja a programa completa do Fórum Ambiental Regional:


Dia 14/06 – Plantio com escola

Dia 16/06 – “Resíduos Sólidos” – Das 9:00 às 12:00 hs (Plenarinho)

Fábio Gonzaga Cardoso (DLU – Aterro Delta)

Ferdinando (URBANIZE)

Dia 17/06 – “Belo Monte e as Hidrelétrica da Amazônia” – Das 9:00 às
12:00 h (Plenário)

Pesquisador Francisco Hernandez ( Instituto de Eletrotécnica e Energia –
USP)

Dia 18/06 – Washington Novaes ( Jornalista com especial destaque aos
temas de meio ambiente e culturas indígenas) – Das 9:30 às 12:00 h
(Plenário)

Dia 19/06 – Plantio Urbano – A partir das 10:00 h

Barão Geraldo


Dia 21/06 – Plantio com escola

Dia 22/06 – “Recursos Hídricos – Tratamento de Efluentes Líquidos” – Das
9:30 às 11:30 h (Plenário)

Renato Rossetto (SANASA)

“Transposição do Rio São Francisco” – Das 14:00 às 17:00 h

Ruben Siqueira – (Comissão Pastoral da Terra)


Dia 23/06 – Plantio com escola


Dia 24/06 – Secretarias de Meio Ambiente das cidades de Campinas,
Guarujá e Monte Azul Paulista – Das 9:00 às 12:00 h


Dia 30/06 – Encontro de ONGs e Encerramento – Das 9:00 às 16:00 h 


Texto: Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de Campinas

Foto: A.C. Oliveira/CMC

Publicada em 15/06/2010 10h38