Ir para o conteúdo.Ir para a navegação

Navigation
  • 2010
  • Lojas de roupas deverão ter provadores para deficientes

Lojas de roupas deverão ter provadores para deficientes

Lojas de roupas deverão ter provadores para deficientes

Ver. Francisco Sellin

As lojas de roupas de Campinas poderão ser obrigadas a disponibilizar provadores para pessoas com deficiência e mobilidade reduzida. A proposta, de autoria do vereador Francisco Sellin, que foi aprovada nesta quarta-feira (26/05), em segunda discussão, pela Câmara Municipal. Agora segue para a sanção do prefeito, Hélio de Oliveira Santos (PDT) para virar lei.

De acordo com a proposta, as lojas deverão ter no mínimo um provador adaptado. Esses estabelecimentos ainda deverão deixar a mostra e em locais visíveis faixas e cartazes informando que possuem esse serviço. Quem não respeitar a lei estará deverá receber multa de R$ 6 mil e, em caso de reincidência, estará sujeito até a cassação do alvará de funcionamento.

Durante a votação do projeto ainda foram aprovadas três emendas de autoria de Francisco Sellin. A primeira acrescenta o atendimento prioritário às pessoas com deficiência e mobilidade reduzida; a segunda prevê o dobro da multa em caso de reincidência; e a última deixa a cargo do Executivo estabelecer quando será necessário regulamentar a lei.


Texto: Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de Campinas

Foto: A.C. Oliveira/ CMC

Publicada em 27/05/2010 16h20