Ir para o conteúdo.Ir para a navegação

Navigation
  • 2010
  • Prefeitura prevê restos a pagar em R$ 200 mi este ano

Prefeitura prevê restos a pagar em R$ 200 mi este ano

Prefeitura prevê restos a pagar em R$ 200 mi este ano

Ribeiro da Silva (esq.) e Paulo Oya

Em audiência de prestação de contas realizada na manhã desta quinta-feira (30/09) na Câmara de Vereadores, o diretor de contabilidade e orçamento da Secretaria Municipal de Finanças, João Carlos Ribeiro da Silva, disse que a Prefeitura de Campinas prevê terminar o ano de 2010 com um volume de restos a pagar na casa dos R$ 200 milhões. Apesar de alto, o valor é menor que o ano anterior.

Segundo Ribeiro da Silva, na virada de 2009 para 2010, o restos a pagar da Prefeitura estava em R$ 379 milhões. Restos a pagar são contas que a Prefeitura deveria quitar junto a fornecedores ou instituições de crédito e financiamento até o final de cada ano, mas que por uma série de razões são transferidas para o ano seguinte.

“Ainda é cedo para fazer uma previsão segura, mas temos confiança que o saldo de 2010 vai ficar bem inferior ao verificado em 2009”, disse ele.

O diretor disse que a Dívida Consolidada Líquida (DCL) da Prefeitura caiu de R$ 2 bilhões no segundo quadrimestre de 2009, para R$ 968 milhões no mesmo período deste ano. Por outro lado, houve melhora na Receita Corrente Líquida (RCL), que é a somatória de todas as receitas. Esse índice subiu de R$ 1,9 bilhão no segundo quadrimestre de 2009 para R$ 2,2 bilhões neste ano. De acordo com o diretor de orçamento, esses são indicativos de que a execução do orçamento está sendo feita de forma correta.


A audiência foi conduzida pelo vereador Paulo Oya (PDT), presidente da Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara.


Texto: Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de Campinas

Foto: A.C. Oliveira/CMC

Publicada em 30/09/2010 15h27