Ir para o conteúdo.Ir para a navegação

Navigation
  • 2010
  • Projeto prevê ambulatórios em terminais de ônibus

Projeto prevê ambulatórios em terminais de ônibus

Projeto prevê ambulatórios em terminais de ônibus

ver. Jaírson Canário (primeiro à esq.)

A Câmara Municipal aprovou, em primeira discussão, na reunião desta quarta-feira (26/05), projeto do vereador Jairson Canário (PT), que autoriza a Prefeitura a instalar ambulatório médico nos terminais de ônibus de Campinas. “Esse projeto pretende atender uma necessidade das pessoas. Hoje se alguém tem algum problema de saúde não há médico ou enfermeiro para dar os primeiros socorros. O ambulatório poderia salvar muitas vidas”, explicou o vereador.

Pelo projeto, o Executivo fica autorizado a instalar ambulatórios equipados para o atendimento de emergência, nos oito terminais rodoviários do sistema de transporte coletivo da cidade. Segundo o vereador em todos os terminais circulam em média mais de 300 mil pessoas diariamente. O maior é o Terminal Central, com aproximadamente 70 mil pessoas, o do Ouro Verde a média de 65 mil e o de Barão Geraldo cerca de 45 mil pessoas.

Ainda de acordo com o projeto, as salas deverão contar com agentes de saúde que desenvolverão as campanhas da Secretaria de Saúde, oferecerão orientações preventivas, bem como informações gerais sobre serviços e equipamentos públicos de saúde para a população. O vereador Jaírson Canário sugere também, que em cada uma dessas unidades tenha pelo menos um clínico geral e um profissional de enfermagem.

Outra determinação da proposta é que a unidade de ambulatório médico deverá ter acesso fácil para a entrada e saída de pessoas, entrada privada e independente. A responsabilidade de equipar o ambulatório bem como delimitar a natureza do atendimento prestado será da Secretaria da Saúde.

O vereador explica que nos terminais que possuem alguma unidade de saúde próxima, talvez não fosse necessária a implantação dos ambulatórios. “Nem todos teriam essa necessidade. Um exemplo é o Terminal Ouro Verde, que tem um hospital próximo. Para isso deveria ser criado um sistema integrado de comunicação para que fosse feito um atendimento rápido quando necessário”.

O projeto segue agora para uma segunda votação e, se aprovado, deverá ir para a sanção do prefeito.


Texto: Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de Campinas

Foto: A.C. Oliveira/ CMC



Publicada em 27/05/2010 15h45