Ir para o conteúdo.Ir para a navegação

Navigation
  • 2010
  • Subcomissão da Leishmaniose se reúne nesta terça-feira

Subcomissão da Leishmaniose se reúne nesta terça-feira

Subcomissão da Leishmaniose se reúne nesta terça-feira

Sellin e convidados em uma das reuniões

A Subcomissão de Estudos criada na Câmara para investigar os casos de leishmaniose visceral – doença infeciosa fatal para os cães e que pode ser transmitida ao homem, presidida pelo vereador Francisco Sellin (PDT) – se reúne nesta terça-feira (14/12), às 14h30, no plenário – Av. Engenheiro Roberto Mange, 66, na Ponte Preta. Foram convidados para debater o assunto os secretários municipais de Saúde, José Francisco Kerr Saraiva; de Serviços Públicos, Flavio Augusto Ferrari de Senço; de Meio Ambiente, Paulo Sérgio Garcia de Oliveira; de Educação, José Tadeu Jorge; a representante da Coordenadoria de Controle de Doenças da Secretaria do Estado de Saúde do Estado de São Paulo, Dra. Clélia Aranda; e a representante da Coordenadoria de Vigilância Sanitária (Covisa), Maria Filomena de Gouvêa Vilela, entre outras entidades.

Sobre a doença - O primeiro foco da Leishmaniose foi registrado em Campinas no final do ano passado, em um condomínio localizado no distrito de Sousas. Após esse registro, foram verificados casos na Vila Costa e Silva, Vila João Jorge e Jardim Chapadão. Considerado um problema de saúde pública, a doença está presente em 21 estados brasileiros. Nos últimos anos, houve um total de 236 vítimas fatais e uma média anual de 3.357 pessoas infectadas.

Também integram a subcomissão os vereadores Professor Alberto (DEM), como relator, e Biléo Soares (PSDB), e os trabalhos têm 180 dias para estarem concluídos.


Texto e fotos: Assessoria de Imprensa da Câmara Muncipal de Campinas

Publicada em 13/12/2010 14h53