Ir para o conteúdo.Ir para a navegação

Navigation
  • Agosto
  • Em parceria com os Correios e a Ponte Preta, projeto Ruas de Histórias Negras – do vereador Carlão – viabiliza selo em homenagem ao time ser a primeira democracia racial do esporte no Brasil

Em parceria com os Correios e a Ponte Preta, projeto Ruas de Histórias Negras – do vereador Carlão – viabiliza selo em homenagem ao time ser a primeira democracia racial do esporte no Brasil

11/08/2017

A Associação Atlética Ponte Preta completa 117 anos neste dia 11 de agosto e, ganhará de presente um reconhecimento ao fato de ser a primeira democracia racial no esporte brasileiro: por iniciativa do projeto História de Ruas Negras, do vereador Carlão do PT, será lançado oficialmente no próximo dia 15 um selo comemorativo dos Correios que registra o fato, inclusive com uma efígie de Miguel do Carmo, primeiro jogador de futebol negro do país, integrante do elenco inicial da equipe já em 1900.

“Por ser a 1ª Democracia Racial do Futebol Brasileiro, a  Ponte já faz parte do Ruas de Histórias Negras com placa instalada defronte ao estádio Moisés Lucarelli, mas quisemos homenagear também a trajetória de enfrentamento da diretoria da agremiação esportiva que à época inseriu jogadores negros no elenco do  time”, diz Carlão, acrescentando que a proposta foi prontamente incorporada pela diretoria do time e recebeu o apoio do presidente dos Correios, Guilherme Campos.

“A Ponte sempre valorizou o fato de ser a primeira democracia racial do Brasil, gostamos de repetir sempre que aqui somos todos iguais, a única raça que nos importa é aquela que nossos atletas mostram em campo. Ficamos muito felizes com a possibilidade de lançar este selo e agradecemos tanto ao vereador Carlão quanto ao presidente dos Correios, Guilherme Campos: o racismo e o preconceito são atitudes abomináveis e a Ponte Preta sempre fará questão de se posicionar contra eles”, afirma Vanderlei Pereira, presidente da Associação Atlética Ponte Preta.

O lançamento do selo – que deverá custar cerca de R$ 3,00 e será comercializado nas agências do Correio – ocorrerá na noite de 15 de agosto, em cerimônia oficial, apenas para convidados, no Salão Nobre do estádio pontepretano, o Moisés Lucarelli.

Ruas de Histórias Negras

Lançado em novembro de 2015 pelo vereador Carlão do PT, que também preside a Comissão permanente de Direitos Humano e Cidadanias, consiste na instalação de placas com fotos e informações de personalidades negras que dão nome a ruas, praças e locais históricos da cidade.  “Essa é mais uma ferramenta para dar visibilidade a nossos heróis, pessoas que lutaram ao lado do povo e não tiveram o reconhecimento escrito de forma correta nos livros de história. Contar essa história é a única forma de garantir que no futuro não tenhamos mais uma sociedade racista, discriminatória e que não nos respeita”, ressalta Carlão.

O parlamentar salienta que o objetivo do projeto é resgatar a relevante contribuição dos afrodescendentes na construção da cidade e do país. Além da citada placa em frente ao estádio da Ponte Preta, mais de 40 locais indicados pelo parlamentar já recebberam ou foram aprovados para receber as placas especiais. Entre eles estão a rua Mestre Tito (na Vila Industrial), a Capela Nossa Senhora do Fundão (Avenida da Abolição), a Rua Grande Otelo (Vila União) e Praça José Neves Balthazar (Vila Castelo Branco).

Texto e foto: Central de Comunicação  Institucional da CMC

Publicada em 11/08/2017 10h15