Ir para o conteúdo.Ir para a navegação

Navigation
  • Setembro
  • Esclarecimento: jornal Correio Popular erra e “aumenta salários” de cargos extintos na Câmara

Esclarecimento: jornal Correio Popular erra e “aumenta salários” de cargos extintos na Câmara

30/09/2017

O jornal Correio Popular deste dia 30 de setembro de 2017 traz matéria equivocada e baseada em informações improcedentes, sob o titulo "Novos salários da Câmara terão aumento de 32,53%". Talvez por erro de interpretação de leitura do Diário Oficial, o texto informa equivocadamente que houve aumento em salários de cargos comissionados, inclusive em cargos que FORAM EXTINTOS .

A saber, não existem mais os cargos de segurança e técnico da presidência, diretor da Escola do Legislativo de Campinas, chefe da Central Institucional de Comunicação, consultor jurídico da presidência, procurador geral da Câmara Municipal, assessores de comunicação, funcional auxiliar. Como sequer existem, é óbvio que não houve aumento salarial a estes cargos. Também não houve NENHUM tipo de aumento, ao contrário do que cita a matéria, para os cargos de chefes de gabinete, ouvidor e secretário geral, que continuam a existir.

A única adequação salarial – que já constava no projeto desde o início e que já havia sido inclusive divulgada em tabela publicada no próprio Correio Popular de 19 de setembro, não se constituindo portanto em nenhuma novidade - deu-se sobre o vencimento do assessor de gabinete, de cerca de 15% e que, conforme foi informado à repórter e não consta no texto em questão, ocorreu por questão de proporcionalidade com o salário equivalente dos efetivos.

A Câmara solicitou neste mesmo sábado a retirada da matéria do site oficial da Rede Anhanguera e Comunicações, no que foi atendida, bem como solicitou ao jornal uma errata a ser publicada o mais rápido possível na edição impressa para que, em uma atitude de respeito aos próprios leitores do jornal, estes fossem informados de que o Correio errou.

Texto: Central de Comunicação Institucional da CMC
Foto: Reprodução

Publicada em 3/10/2017 11h25