Ir para o conteúdo.Ir para a navegação

Navigation
  • Junho
  • Para não cancelar reuniões ordinárias, como ocorreu em outras Copas , Câmara deverá transferir sessão do dia 27 de junho para o período matutino

Para não cancelar reuniões ordinárias, como ocorreu em outras Copas , Câmara deverá transferir sessão do dia 27 de junho para o período matutino

13/06/2018

Diferentemente de anos de Copa do Mundo anteriores, quando a Câmara cancelou reuniões ordinárias que coincidiam com dias de jogo à tarde, neste ano de 2018 o Legislativo vai alterar o horário da sessão para que os trabalhos da Casa não sejam prejudicados. O projeto de resolução que altera o regimento permitindo a mudança já foi protocolado pelo presidente Rafa Zimbaldi (PSB)  e será analisado nesta tarde de quarta (13) pela Comissão de Constituição e Legalidade da Casa.

“A Câmara pretende seguir a mesma linha de outros órgãos públicos, como a prefeitura e o governo federal, de nos dias de jogo da Seleção Brasileira pela manhã liberar os funcionários para entrar às 14 horas e, nos de tarde, liberar a partir das 13 horas, obviamente com a obrigação da reposição destas horas. Porém, no dia 27 de junho, data da última reunião ordinária do semestre, há jogo do Brasil contra a Sérvia às 15 horas. Em anos anteriores, a Casa cancelou as reuniões nestes casos, mas em nosso entendimento isso prejudicaria o andamento do Legislativo”, diz Rafa.

  Desta forma, elucida o presidente, a ideia é realizar a reunião no período matutino em caráter excepcional e, como esta situação não está prevista no regimento, está sendo proposta a alteração que – em recebendo o parecer positivo da Constileg - deve ser votada em plenário na próxima segunda-feira (18).

“Obviamente entendemos o sentimento patriótico de quem quer torcer pelo Brasil, mas o Legislativo é um órgão público com responsabilidades a cumprir. Então, da mesma forma que estas horas de dispensa serão repostas, também não podemos prejudicar a última reunião do semestre. Transferi-la para o período matutino nos parece a melhor solução”, conclui.

Texto e foto: Central de Comunicação Institucional da CMC

Publicada em 13/06/2018 11h20