Ir para o conteúdo.Ir para a navegação

Navigation
  • Novembro
  • Em carta aberta à população, nove vereadores dizem que analisarão dados apresentados pelo MP para decidir providências necessárias

Em carta aberta à população, nove vereadores dizem que analisarão dados apresentados pelo MP para decidir providências necessárias

23/11/2018

Um grupo formado por nove vereadores de Campinas – Gilberto Vermelho (PSDB), Zé Carlos (PSB), Jorge Schneider (PTB), Cidão Santos (PROS), Professor Alberto (PR), Edison Ribeiro (PSL), Fernando Mendes (PRB), Rodrigo da Farmadic (PP) e Carlinhos Camelô (PC do B)  - divulgou na tarde de hoje (23/11) uma carta aberta à população de Campinas, em virtude dos desdobramentos mais recentes no Caso Ouro Verde – a investigação de desvio de verbas no convênio entre a instituição e a OS Vitale, que ontem levou sete pessoas à prisão em Campinas – um oitavo suspeito está foragido.

Na carta (veja abaixo), os parlamentares informam que estão preocupados com os fatos apresentados e que estão analisando documentação recebida do Ministério Público para definir, mediante exaustiva análise, as providências que devem ser tomadas. “Recebemos entre ontem e hoje documentação do Ministério Público e iremos analisar neste final de semana para que possamos tomar uma definição, com muita consciência e responsabilidade,  sempre visando ao bem de Campinas “, pontua Vermelho.

Rodrigo da Farmadic, que capitaneou a Comissão de Representação da Câmara que vem acompanhando o caso, ressalta que desde o início das investigações os documentos foram solicitados, porém num primeiro momento o MP informou que havia sigilo sobre eles e só agora os parlamentares tiveram acesso.

O vereador Zé Carlos enfatiza quem diante dos fatos, os parlamentares irão agir. “A Câmara não está omissa e não poderia deixar de manifestar a preocupação que tem com a cidade neste momento. Vamos nos debruçar sobre estes documentos no final de semana para podermos tomar uma decisão embasada”, pontua o parlamentar, acrescentando ainda que na próxima reunião ordinária entrará em votação um pedido de Comissão Processante protocolado pelo vereador Marcelo Silva (PSD).

Os vereadores também declararam solidariedade aos vereadores Pedro Tourinho (PT), Tenente Santini e Marcelo Silva (ambos do PSD) em relação aos áudios divulgados pelo MP de conversas entre o presidente da Rede Anhanguera de Comunicação, Sylvino de Godoy, com o editor executivo e o chefe de reportagem do jornal Correio Popular. “São inconcebíveis as ameaças a esses três vereadores ou a qualquer outro parlamentar desta Casa, que foram eleitos pela população e estão aqui representando a cidade. Nos solidarizamos com eles e repudiamos essas ameaças”, destaca Vermelho.

Confira abaixo a carta aberta:

 

Texto e foto:s Central de Comunicação Institucional da CMC

Publicada em 23/11/2018 17h20