Ir para o conteúdo.Ir para a navegação

Navigation
  • Maio
  • Comissão de Legalidade fará reunião extraordinária na tarde desta quinta (16) para analisar Programa Mais Médicos Campineiro

Comissão de Legalidade fará reunião extraordinária na tarde desta quinta (16) para analisar Programa Mais Médicos Campineiro

15/05/2019

A Comissão Permanente de Constituição e Legalidade (Constileg) da Câmara Municipal de Campinas irá realizar às 16h30 desta quinta-feira (16) uma reunião extraordinária para analisar o Projeto de Lei do Executivo que cria o Programa Mais Médicos Campineiro, plano que tem como objetivo fomentar a formação de médicos especialistas de medicina da família e comunidade para ampliar e aprimorar o atendimento à população nas unidades básicas de saúde, por meio do Programa de Saúde da Família.  O objetivo da Constileg é agilizar a tramitação do PL na Casa.

“A Saúde de Campinas vive um momento complicado e queremos dar mais celeridade à tramitação, dando nosso parecer sobre ele e liberando-o para que possa ser colocado em votação o quanto antes. E convidamos os cidadãos que estiverem interessados para que venham acompanhar a reunião no Plenário da Câmara”, diz o vereador Luiz Henrique Cirilo (PSDB), presidente da Comisssão.

O vereador Zé Carlos (PSB), que irá relatar o parecer, destaca a participação do Legislativo no PL. “Este programa se inspira em uma ideia nossa, como o próprio prefeito comentou quando veio à Câmara entregar pessoalmente o projeto, no último dia 10. É muito importante para a cidade, que está carente de melhores serviços na área da Saúde”, enfatiza.

O presidente da Câmara, vereador Marcos Bernardelli (PSDB), acrescenta que, após passar pela Constileg e demais comissões temáticas da Casa que trabalham sobre o mérito do projeto (como a de Saúde), o Legislativo colocará o Mais Médicos Campineiro para votação com a maior rapidez possível.  “Se for o caso, convocaremos reuniões extraordinárias para isso. Os vereadores estão muito sensíveis em relação a essa causa e quero crer que, em sendo aprovado, podemos retornar esse projeto de volta para a sanção do Poder Executivo em meados de junho”, acredita.

O Programa Mais Médicos Campineiro prevê a criação de 120 vagas com bolsas de R$ 11 mil mensais custeadas pela Prefeitura de Campinas e uma carga horária de 40 horas semanais, sendo 36 horas no centro de saúde e 4 horas de estudos. O programa é valido por dois anos.De acordo com o projeto, a qualificação dos profissionais se dará por meio da oferta de curso de especialização lato sensu ou programa de residência médica (ambos em medicina de família e comunidade) que será ministrado pelos profissionais em parceria com as Faculdades de Medicina da Unicamp, Puccamp e São Leopoldo Mandic, e com a Rede Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar.

O secretário municipal de saúde, Cármino de Souza, fez questão de frisar que a ideia é substituir gradativamente os profissionais do Mais Médicos federal, uma vez que os contratos federais terminam entre 2020 e 2021. Atualmente, Campinas conta com 79 profissionais do programa federal.

Texto e foto: Central de Comunicação Institucional da CMC

Publicada em 15/05/2019 21h34