Ir para o conteúdo.Ir para a navegação

Navigation
  • Setembro
  • Em moção aprovada em Plenário, presidente da Comissão da Criança e Adolescente destaca importância da eleição do Conselho Tutelar, que ocorrerá em 6/10; confira os locais de votação

Em moção aprovada em Plenário, presidente da Comissão da Criança e Adolescente destaca importância da eleição do Conselho Tutelar, que ocorrerá em 6/10; confira os locais de votação

13/09/2019

A Câmara aprovou na última quarta-feira (11) uma moção de apoio do vereador Filipe Marchesi (PL) - presidente da Comissão Permanente de Defesa dos Direitos da Criança, do Adolescente e da Juventude – que destaca a importância do processo eleitoral do Conselho Tutelar da Criança e do Adolescente. Os novos conselheiros serão eleitos em 6 de outubro pela população da cidade – todo eleitor registrado em Campinas pode votar (confira os locais do pleito mais abaixo).

“Serão eleitos 25 conselheiros e 25 suplentes para a gestão 2020-2024 e trata-se de um processo importantíssimo, que deve ser amplamente divulgado para que a população participe, pois os Conselhos Tutelares atendem crianças , adolescentes e suas famílias, recebendo denúncias e aplicando medidas de orientação sempre que os direitos reconhecidos pelo Estatuto da Criança e do Adolescente forem ameaçados e violados”, enfatiza Marchesi.

Ele destaca que os conselheiros são eleitos por voto direto, secreto, universal e facultativo a todos os cidadãos com domicílio eleitoral em Campinas – ao pleito, inclusive, é realizado de maneira oficial pela Justiça Eleitoral e sob a coordenação do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDA), com fiscalização do Ministério Público. “É importante que toda população campineira saiba da eleição e participe dela, pois trata-se da definição dos nossos os representantes, daquelas pessoas que atenderão e trabalharão por toda cidade, as questões relacionadas à proteção direta dos direitos da Criança e do Adolescente.”

As chapas que concorrerão ao Conselho ainda não foram divulgadas, o que deve ocorrer em breve, e diferentemente das eleições gerais, onde há várias escolas abrigando diversas seções eleitorais, as eleições do Conselho Tutelar são centralizadas em um local por zona eleitoral. Desta forma, o eleitor deve verificar no titulo de eleitor – que tem de ser levado no dia do pleito -  a qual zona pertence para saber onde vota, na seguinte distribuição:

Eleitores da 33ª Zona Eleitoral – Local de Votação: Escola Estadual Carlos Gomes – Avenida Anchieta, Centro, 80.

Eleitores da 274ª Zona Eleitoral – Emef Francisco Ponzio Sobrinho – Rua da Abolição, 3282, Jardim Santa Odila.

Eleitores da 275ª Zona Eleitoral – Emef Padre José Narciso Vieira Ehrember, Jarim São Marcos

Eleitores da 378ª Zona Eleitoral – Emef/EJA Maria Pavanatti Fávaro  Rua José Oliveira Carneiro, 2, Jardim São Cristovão

Eleitores da 379ª Zona Eleitoral – Emef/EJA Clotilde Barraquet Von Zuben – Avenida Nelson Ferreira de Souza, S/N, Jardim Florence

380ª Zona Eleitoral – CEI Bolinha de Mel – Avenida Marechal Rondon, 3238, Jardim Eulina

423ª Zona Eleitoral – Emef Raul Pila – Rua Promissão, 230, Jardim Flamboyant

Texto e foto: Central de Comunicação Institucional da CMC

Publicada em 13/09/2019 11h55