Ir para o conteúdo.Ir para a navegação

1891 a 1930: da República ao pré-getulismo

Com a proclamação da república, a Câmara inicialmente dá lugar aos chamados “Conselhos de Intendentes” até recuperar sua nomenclatura e forma normal em 1892. Vale lembrar que a falta de padronização dos registros localizados impede uma identificação efetiva e distinta dos vereadores e suplentes neste período, razão pela qual optou-se pela divulgação dos nomes dos presidentes da Casa visto que eles foram registrados documentalmente de maneira inequívoca.

Conselho de Intendentes de 25/01 a 13/04/1891

Antônio Álvares Lobo

Conselho de Intendentes de 18/04 a Dezembro/1891

Manuel Francisco Mendes, que renuncia na Sessão Ordinária de 17 de agosto de 1891. Thomaz Alves é eleito e permanece no cargo até 11/12/1891

Conselho de Intendentes de 19/12/1891 a Setembro/1892
Thomaz Augusto de Melo Alves Filho

A partir desta data, as eleições para presidência da Câmara são realizadas anualmente em janeiro.

29/09/1892 a 1895

José Paulino Nogueira

1896 – Antônio de Campos Salles

1897 – Carlos Augusto Pereira Guimarães

 A partir de outubro de 1897 a 1888 – Dário Pompeo de Camargo

1899 – 1900  – Carlos Augusto Pereira Guimarães

 1901 – Adriano Júlio de Barros

 1902 – Cândido Gonçalves Gomide

 1903 – Orosimbo Maia (Renuncia à Presidência em 4 de maio de 1903. Cândido Gonçalves Gomide assume novamente)

 1904 – Cândido Gonçalves Gomide

 1905 a 1907
Antônio Alves da Costa Carvalho

1908 – Joaquim Álvaro de Souza Camargo

1909 – Júlio Soares de Arruda

8 de março de 1909 a 28 de junho de 1909 (Renúncia) – Joaquim Álvaro de Souza Camargo

10 de julho de  1909 – Alfredo Bartholomeu da Silva Oliveira

1910 – Alfredo Bartholomeu da Silva Oliveira

 15 de fevereiro de 1910 a 4 de outubro de 1910 (data da ata da renúncia) – Lafayette Egydio de Souza Aranha

João de Paula Castro assume como interino e é eleito presidente em 18 de outubro de 1910

 1911 a 1913 - Antônio Álvares Lobo. Não foram localizadas atas ou termos de posse desta legislatura. Conferiu-se o nome do Presidente a partir do livro de Registro de Correspondência do período.

 1914 – Antônio Álvares Lobo

1915 – Antônio Álvares Lobo (ofício de renúncia em 26 de março de 1915)

10 de abril de 1915 – Eleição do Presidente Francisco de Araújo Mascarenhas

 1916 a 1919 – Francisco de Araújo Mascarenhas

1920 a 1922

Francisco de Araújo Mascarenhas

1923 – José Barbosa de Barros

 

1924 a outubro de 1930 - Annibal Freitas