Ir para o conteúdo.Ir para a navegação

As vereadoras de Campinas

Campinas sempre se destacou pelo pioneirismo das mulheres nas mais diversas profissões. Na política local, apesar de influentes desde sempre, a primeira mulher a se tornar vereadora foi Vera Pinto Teles, em 1948, logo na reabertura da Câmara Municipal (após o fechamento pelo Estado Novo, em 1937). Já a primeira mulher eleita por voto direto foi Enéa Caldato Raphaelli (1969-1972)  

Ao todo, 15 mulheres ocuparam o cargo de vereadora em Campinas de 1948 até hoje, sendo que tanto a legislatura de 1989 a 1992 quanto a de 2005 a 2008 foram, até o momento, as que mais concentraram parlamentares do sexo feminino, com três vereadoras atuando em cada uma delas.  Eleita em 2016  com 6.956 votos, a vereadora Mariana Conti é a detentora da maior votação registrada entre as candidatas eleitas na Câmara até a presente data - antes dela, o recorde era da vereadora Teresinha de Carvalho, com 6.165 votos. 

Vera Pinto Teles (1948 – 1951) 

Silvia Simões Magro (1948-1951) 

Enéa Caldato Raphaelli (1969-1972) 

Clara de Oliveira (1973-1976) 

Arita Pettená (1989-1992) 

Célia Leão (1989-1992) 

Vanda Russo (1989-1992) 

Ester Viana (1997-2000) 

Maria José da Silva Cunha (2001-2004) 

Terezinha de Carvalho (2001-2004 / 2005-2008) 

Izabel Rocha (Agosto de 2004) 

Leonice da Paz (2005-2008) 

Marcela Moreira (2005-2008) 

Neusa do São João ( 2013 – 2016)

Mariana Conti (2017-2020)